Carnaval engano

18 02 2012

Me enganei. é carnaval. Tenho trabalho a fazer e tenho o sol me chamando para ir a praia. Todos em casa dormem, menos eu. Vontade de ficar quieto mas a coceira da psoriase me chateia e impede aquele descansar sem falar, parado sem sentir. Eu sinto.

O carrossel de notícias é extremamente chato. Nada de novo no front e na retaguarda. A mesmime acompanha o mundo, enquanto os blocos dormem para novo caminhar pelas ruas desse Rio de Janeiro. O sol ergue-se esplendoroso, indiferente a essa miséria e riqueza humanas, tão humanas.

Nos EUA, Obama tem medidas para estimular a exportação e também para ajudar os turistas brasileiros a comprar mais. O turista chines, em  média, compra 6.000 dólares por viagem. O brasileiro, 5.000. O turista médio, 4.000. Então, viva o turista brasileiro que será a salvação dos EUA. Eu rio desta besteira economica, enquanto os jornais tratam tudo isso a sério.

Leituras atrasadas. Um livros em frances e outros em ingles. Cansaço antes do ler. Preguiça de pensar e preguiça dos oculos. Coisa tão chata, que só o coelho de Alice poderia melhorar, mas Alice já passou a tanto tempo e seu coelho já não percorre jardins com seu relogio de algibeira. Hoje, o coelho de alice puxaria o celular e ligaria para avisar do seu atraso. Por isso ninguem mais escreve sobre o Pais das Maravilhas e o mundo é chato ao invés de maravilhoso.





Insonia

30 01 2012

Acordado as 5h da manhã, ouço o barulho dos onibus. Estranho, normalmente, durante o dia, quase não se escuta o barulho da rua. Agora, com o silencio da noite, os onibus correm barulhentos e o teclar martela os meus ouvidos.

As 9h da manhã eu tenho Pilates. As 16h entrevista com a superintendente. E não sei o que me acontece, mas não tenho vontade nenhuma de sair da cama, embora na cama eu não esteja, estou sentado a teclar.

Tanto tempo sem nada escrever e tudo que agora saem destas teclas são bobagens sem sentido algum. Quero, espero, torço, procuro…nada disso faz sentido e eu me vejo sem ver, sem destino, sem direção, perdido na noite escura, esperando o dia clarear e a loja do café abrir. E não quero café, apenas me parece que seria um bom motivo para levantar e sair da cama em que já não estou.

Penso em escolher uma foto para esta minicronica mas não quero fotos e tenho preguiça de acentuar as palavras. Tempo, tempo, tempo e lugares que não espero ver jamais e desejo de voltar no tempo que o tempo não se volta nem ele volta. Santo Agostinho me vem a cabeça e confesso que estou cheio das baboseiras pseudo intelectuais que se le nos dias de hoje

 





Cade o meu aquecimento Global?

16 12 2011

E por ai já vão anos que o aquecimento global é manchete no mundo inteiro. Conferencias, Paineis Globais, cientistas, esquerda contra direita, grandes corporações, tudo enfim em choque por causa do tal aquecimento.

E eu que ca com meus botões tenho minhas dúvidas, tenho estas dúvidas feridas com as fotos do montes que antes tinham neve e deixando de ter. O problema é que isto tá me levando a lembrar a velha cantiga popular, se o mar virar sertão e o sertão virar mar.

Por que o aquecimento pode ser global mas eu só to vendo o esfriamento. Eu, pra começar, gosto é de calor. Detesto frio. E cada dia que as manchetes falam em aquecimento e publicam as fotos, diminuem os dias quentes em Copacabana.

Chuva. Frio. Cadê meu Rio 40 C? Cade o meu calorzinho de verão? Não teve jeito, fugi pra Brasília. E tá chovendo que não acaba mais! O mundo ta aquecendo? pode ser. Mas eu só to vendo o esfriamento

 

 





O Metrô tá mudando…pra pior!

10 09 2011

Sou usuario do metrô do Rio desde que mudei pra cá. De onde moro (Copacabana) para o centro, onde trabalho é, como dizem, um pulo. Mas, a medida que o tempo passa o metrô tá me fazendo ficar com raiva. Ainda é um transporte civilizado neste meio complicado em que vivemos, mas estão fazendo de tudo para que ele deixe de o ser.

Começou com a mudança de linha 1-linha 2. Explico. O projeto inicial do metrô previa que a linha 2, que vem dos subúrbios, cortaria a linha 1 no centro da cidade em duas estações e depois continuaria (também pelo centro, mas em outro caminho) até o Cinelândia. E passaria por lugares, como a Praça Tiradentes, por onde não passa a linha 1. Mas, isto, como muitas outras coisas, foi esquecida durante a privatização.

Depois, como a primeira eleição do atual governador, ele fez a promessa de levar o metrô até Niteroi e São Gonçalo. Seria ótimo pra população de lá. E como toda promessa de político burguês, ficou na promessa, esquecida nos ventos da memória que ninguém lembra do que político fala, que não adianta lembrar que eles não vão cumprir mesmo.

Ai, como não construiram o pedaço que falta da linha 2, resolveram resolver o problema transferindo os trens da linha 2 pra linha 1. Explico melhor: os trens, a partir da estação conjunta (estácio) passam a correr pela linha 1. Com isso, resolveu-se dois problemas para o metrô:

a) não tiveram que construir nada e mais gente usa o metrô. Mais lucro sem maiores investimentos.

b) Os trens vem mais cheios, porque ao usar o trem num trajeto maior, vc precisaria de mais trens. Como não tem, vc corta um vagão de todo trem e ai constroi um novo trem com o que já tem sem investir nada. E com isso tem duplo lucro: trens mais cheios, trens menores com mais gente esprimida.

E, é claro, eu que antes levava meia hora de casa até o trabalho, agora levo 45 minutos. Mas é claro que isso é problema meu, individual. e de todos que moram por aqui e trabalham no centro, que perdem mais meia hora por dia no transporte, meia hora de lazer, meia hora com a família, meia hora de descanso. E, por último, agora mudaram os bancos.

Mudaram os bancos. Antes tinha uma fileira de bancos (3 bancos duplos) encostados de costa pra janela e 5 bancos dos outro lado, um atras do outro. Agora, pegaram os bancos que estavam um atras do outro (5, cabendo 10 pessoas sentadas) e substituiram por 4 bancos (cabendo 8 pessoas) de costas pra outra janela. Legal. Duas pessoas sentadas a menos e várias em pé a mais. Num vagão, que tinha dois conjuntos de bancos deste tipo, 4 pessoas que não poderão mais sentar.

E segue o trem, segue a vida, cada vez mais dolorida. E cada vez mais lucrativa pros donos do metrô. Depois querem que eu não xingue os privatizadores!

O pessoal em pé no metrô RJ





Mac mini, OS Lion e Nokia N8

26 08 2011

E o meu PC velho de guerra, depois de 4 anos, deu pau. Não funciona mais. Também, era um Pentium D, se é que alguém lembra disso. Enfim, depois de já ter feito uma série de modificações no bicho, ele começou a ratear, ratear e no final parou de vez. Ai chegou a hora de comprar um novo computador, não tem mais jeito. É uma merda, mas estes bichos tem tempo de uso depois quebram

Dai que resolvi comprar um Mac porque quando a minha mudou pra ca eu comecei a fazer todas as vontades delas e como a vontade dela era comprar um Mac eu comprei um Mac por minha própria decisão que não é pra deixar ninguém pensando que minha filha manda em mim. Ela até trouxe um gato pra ca, mas isto também foi eu que decidi. Enfim, já notaram, eu mando e ela obedece, o engraçado é que todas as minhas vontades são iguais as delas. A gente combina muito, principalmente porque eu não reclamo de nada.

Enfim, o bicho chegou, um quadradinho branco, pequeno, liguei e começou a funcionar, não tive que instalar quase nada. Pra resumir a ópera, ao contrário do windows que vc fica arrumando tudo, aqui não tem nada pra arrumar. Isto é, quase nada, que tive que instalar um teclado em portugues e o broffice que deixei desta história de comprar software, inclusive os “alternativos” baratinhos.

Tudo funcionando, liguei meu telefone N8 (nokia) no bicho e as fotos desceram rápidas (ah, tive que descer um aplicativo da nokia pra isso). E ai quiz fazer backup da minha agenda. E a porra do negocio não funcionava.

no site da nokia dizia que a coisa era só ligar o isync e pronto. E cade a porra do isync no mac? não tinha!!

ai depois de penar algum tempo procurando a porra inclusive no site da apple, liguei pra lá e disseram que não tem mais isync. Quem quiser que compre um telefone da apple, ora bolas. E fiquei fulo da vida e mandei um e-mail pro suport da apple mas acho que não vai adiantar quase nada. Porque o quase? porque escrevi tudo em ingles, eu que nem sei portugues to aprendendo a reclamar em ingles.

E já que comecei entrei no site na nokia pra reclamar também. Que história é essa de dizer que tudo é simples? ai não é que no site da nokia tem um jeito simples de baixar o bixo que não tem no site da apple. Isto é, no site de reclamações da nokia, que eu entrei pra reclamar e achei a solução que posto aqui em portugues pra todo mundo poder usar:

goo.gl/xyusc - aqui voce pode descer o tal do isync que ele funciona no novo sistema operacional da apple apesar do superte da apple dizer que não funciona!

até ai tudo bem, mas a porra da Nokia não explicou direito e demorei a entender, afinal meu ingles é macarronico, que tem que ter um plugin pro isync funcionar. Essa é demais, pra funcionar um programa, precisa de outro. Enfim, pra voces não terem que procurar de novo, vai aqui o endereço

http://www.nokia.com.br/suporte-e-software/suporte-a-produtos/isync/compatibilidade-downoad - aqui vc desce o tal plugin

Ah, para sincronizar fotos e músicas, veja o nokia transfer

–> http://www.nokia.com.br/suporte-e-software/suporte-a-produtos/nokia-multimedia-transfer

Aviso amigo – não tente usar o map loader. Não funciona com o Maps atual (perguntem pra Nokia porque ela deixa lá um software que não funciona).

Enfim, é por essas e outras que eu amo o meu nokia e odeio, que precisei de procurar algo que eles podiam ter posto simplesmente na pagina de ligação apple com nokia. Mas não é muito dificil de achar se vc le ingles e pros que não leem tá aqui em portugues.

E to adorando o meu mac. E não é que o bicho vem com um dicionário que funciona em todo lugar, até nos posts aqui do wordpress? e se tem algo errado, já sabem, foi preguiça de consertar que afinal o diabo do Mac tinha que consertar tudo automaticamente que eu tenho preguiça de fazer isso

E ademã que eu vou embora (quem quiser saber o porque, procure na internet)

Tai o gato que não me deixa mentir





Tempo de frio

23 07 2011

E eu vim da Australia para o Rio esperando e contando com o calor da cidade. E o Rio danou a fazer frio. Essa não! depois de um mes de frio num continente do outro lado do mundo, encontro minha cidade com frio. E cada o sol doirado, cade o calor das minhas praias, cade esse tempo de quarenta graus celsius?

Os dias convidam a ficar deitado na cama, debaixo de cobertores e, ainda por cima, sisma em chover. Chuva no Rio. E eu querendo praia, querendo mar e tudo o que tenho é essa garoa fria ao estilo de São Paulo. Assim não dá. O tempo precisa mudar e já cansei de ler coisas, de ver internet e de ver TV.

E as noticias, pra não dizer que são iguais, mudam de dia a dia: a Dilma demite “políticos” no DNIT e coloca técnicos. Muito bom. E quem lembra do tempo da ditadura militar que tudo era decidido pelos tecnocratas? quem disse que tecnocrata é melhor que político? pelo que eu me lembro não é, o que não muda é a política de privatizar tudo, seja político ou tecnocrata, o resultado é o mesmo, são as mesmas empreiteiras que farão as obras, talvez mude de uma pra outra.

E tem um atentado terrorista na Noruega. Mais de 80 mortos. Sou contra este terrorismo individual, ainda mais que parece ser um direitista que tá matando gente do partido social democrata. E os foguetes americanos continuam matando no Afeganistão e no Paquistão. E o estado de Israel continua matando palestino. Realmente, a morte continua barata.

Tempo cinzento na Australia





Voltei…e estou na luta!

21 07 2011

E aqui no Brasil a Dilma vai demitindo um monte de gente no DNIT. E continuam as conversas para desregulamentar a folha de pagamento ou, traduzindo, mais uma ataque aos direitos dos trabalhadores.

E foi um desastre completo ter desligado o telefone e depois ligar de novo. E gastei mais tempo tentando religar telefone e internet do que eu teria pago sem ter desligado o telefone.

Mas estou com preguiça de contar a historia. E to com vontade contar outras historias, mas começo isso no final de semana

Agora, resta a preguiça, o sol do rio e o mundo revirado





29 de maio – despedidas

29 05 2011

Nossa, tenho até que fazer lista do que não postei. Como isso é chato, resolvi fazer a lista do que me aconteceu, contando o que aconteceu. E teve a festa de despedida do meu curso, isso é, a minha festa de despedida, num barzinho em Adelaide que foi super legal, foi um monte de gente. Alguns colegas do Fabri, alguns colegas do meu curso de ingles e até ganhei um presente dos Arabes. Tai, fiquei falando que bebia todo dia (embora eu pra falar a verdade dificilmente passo de uma taça de vinho) e ganhei uma garrafa destas de botar wiski e carregar no bolso! Foi muito louco, mas adorei o fato deles terem me dado um presente.

E no dia seguinte teve festa na minha classe, trouxeram bolo de chocolate, café árabe e doce árabe. Demais. Adorei. Fiquei muito feliz.

Ai depois fomos viajar. Bom, e as coisas não correram exatamente como eu esperava. E vou contando aos pouquinhos, enquanto voces tentam brincar de aonde esta o Luiz na foto ao lado (a legenda entrega o segredo que não é tão grande assim).

Mas a questão é que depois da festa eu e o Fabri fomos comer num restaurante indiano, que a comida era muito boa e tem um suco de manga com iogurte que é uma delicia, pelo menos em Adelaide, mas em Sydney eles botam muito açucar e estragam tudo. E do restaurante indiano fomos depois comprar roupas numa loja barateira e comprei umas cuecas e camisetas, mas não era tão barato assim não.

E ai voltamos. E a foto ta ai embaixo, mas pela primeira vez senti o que era o outono de verdade: as folhas das arvores tudo caindo, a rua coberta de folhas de arvores, o mundo muito legal. E andamos por esta rua coberta de folhas e voltamos ao carro. E ai fomos comprar vinho e voltar pra casa. Bom, para encurtar a historia, fomos todos dormir a noite, já cansados depois que o Fabri ficou ajudando o colega dele a fazer a mudança que ele vai morar com o Fabri.

O colega dele é Juma, muito legal, é um mexicano que acha que é Australiano. E o cara ta aprendendo portugues porque quer vir para o Brasil, super legal ele. Enfim, de manha o Fabri e Juma foram para a Universidade terminar umas coisas, eu fiquei fazendo as malas, eles voltaram, dai voltamos todos para a Universidade que o Fabri não tinha terminado tudo e eu tinha perdido meu fone de ouvido no carro do Fabri, ai fomos para o aeroporto e chegamos dois minutos atrasados e perdemos o voo. Isto é, o chec in fechou e não deixaram a gente ir porque tinha que despachar mala e o chec desta companhia de merda fecha 45 minutos antes do voo e não 30 minutos como toda companhia e aqui não tem regulamentação sobre isto não.

Resultado, tive que comprar outra passagem e gastei 240 dolares! E comprei noutra companhia, 30 dolares mais caro, mas não dei o gosto deles verem meu dinheiro! enfim, passamos raiva, os restaurantes tinham fechado e também passamos fome….e foi divertido depois de comer mas na hora foi uma raiva imensa….

Dai que o Fabri ficou pra baixo e não quiz sair a noite e o Juma me levou pra andar pelos bares de Adelaide, que o Juma gosta mesmo é de beber e foi divertido embora eu só tenha bebido uma cerveja mas a historia dos bares eu conto outro dia. E também o Outono e meu dia em Sydney antes de viajar pro Brasil que este post tá grande e eu to com preguiça num frio danado, chovendo e com cara de que a gente devia ficar dormindo a segunda feira inteira igualzinho o Garfield.





09 de maio – Eu vi os cangurus! e tá muito frio!

9 05 2011

Gente, eu vi os cangurus! Fui num parque que tem canguru solto. O bicho parece cachorro (o maior deles). Grandão. E eles são vegetarianos. E comem na sua mão.

E

Eu e o canguru

E os cangurus são muito mansinhos. Deixam a gente pegar neles e ficam quieitinhos. Diz o Fabri que estes são mansinhos. Mas que na natureza, quando provocados, o bicho reage com coice, igual cavalo. Sei lá. Aqui é tudo manso e não tem provocação. As crianças brincam com eles.

Tem tres tipos de canguru. Um grande que é esse ai da foto com cara de cachorro, um médio e um pequeno. Eu não gravei os nomes, mas tem nome diferente pra cada tipo. E tava um frio desgraçado, apesar do sol. E os bichos só ficam desconfiados quando tem filhote. Ai a mãe foge com o nenenzinho na bolsa. Mas eu consegui uma fotografia do bicho com a cabecinha de fora da bolsa, tai embaixo que é pra ninguem dizer que minto.

E, cara, a história de lei que não pega é de verdade. Na volta do parque dos cangurus, tem um local pra gente ver a vista. E tem estacionamento pago. E um monte de gente não pagou o estacionamento e recebeu multa! Incrivel, num domingo a tarde um monte de gente multada. E o estacionamento é dois dólares (até barato, pros padrões daqui) e o cara recebe uma multa de 150 dólares. Mas não paga o estacionamento! Pra nós, é pura loucura, mas juro que vou investigar o assunto.

Mas isso é assunto pra depois, que o frio tá me congelando. Fui comer num restaurante indiano, a comida tem curry em tudo e aquele troço arde. Cara, como arde! mas a comida é gostosa. Custou 50 dolares o jantar, eu e o Fabricius, com duas garrafinhas de uma cerveja daqui. E ganhamos um voucher de 30 dolares para a proxima comida. Conclusão, se comermos novamente a mesma coisa, as duas refeições saem por 70 dólares, ou seja, 35 dólares cada uma.

E como tem promoção e venda barata, xepa de feira. E comer sushi na hora de fechar a lanchonete custa a metade do preço normal. Compramos um monte e vamos comer de almoço, levar comida como todo australiano, que não come em restaurante que é muito caro. E o Fabri vai fazer pizza a noite e vamos comer com vinho. Cara, to adorando isso aqui.

Cangurua com filhote





07 de maio – Menos senil e fazendo compras

7 05 2011

Por do sol perto de casa em Adelaide

Uau! não é  que as aulas de ingles tão adiantando mesmo? consegui perguntar aonde fica o banheiro e entender a resposta! fui ao banheiro sozinho sem ter que perguntar aonde era para o meu filho! cara, to me sentindo o maximo, to declarando a independencia, qualquer dia desses atravesso a rua sozinho sem ficar olhando pro lado errado.

E eu fui shoppar, ou seja, fazer compras. Mas antes tenho que contar que continuo sem ver canguru. E o pessoal daqui vive fazendo baianada, goianada ou como queiram chamar: todo mundo vira em lugar proibido, da meia volta com o carro no meio da rua, sai cantando pneu, cara a turma aqui é do barulho. E estaciona sem pagar. E agora eu entendi. Entramos num estacionamento na frente do museu e não é que a conta por tres horas deu 17 dolares? por isso a turma arrisca a ser multada! isto é espoliação e exploração de maior abandonado…

Eu e o dino

E o museu é o maior barato. Tem uma exposição imensa sobre os aborigenes, que são os indios daqui. E os cara viviam na idade da pedra mesmo. Não tinham nem ceramica e nenhum trabalho em metal. Bumerang era tudo de madeira! Mas cara, eles eram muito inventivos. Quem já ouviu falar de arma que atira e volta como bumerang? só aqui na Australia, nenhum outro lugar do mundo. E tinham um atirador de lança também, um negocio que apoiava a lança e funcionava como alavanca. Muito legal. Mas eram muito atrasados, de verdade.

Os povos que viviam aqui nas ilhas “do lado” (muito longe, na verdade) eram um pouco mais adiantados, mas não muito. Nada que se comparasse aos trabalhos de ceramica ou metal dos indigenas da américa do sul (tem coleções muito boas no Chile). Mas eles inventaram coisas novas. Tem uma de pescaria com pipa! pois é, o anzol era carregado pela pipa.

Ah, e tem fosseis antigos, os fosseis de animais mais antigos do mundo, segundo o Fabri. Adorei o museu.

E saimos do museu e fomos as compras. Quer dizer, fomos tomar um café e aproveitamos e compramos coisas. E comprei uma blusa de 10 dolares (20 reais) na hora da Xepa. As lojas fecham todas as 5 h e tem loja fazendo promoção na hora de fechar. Mas se não comprar rapido eles fecham o caixa e não adianta insistir. Então, dei sorte e comprei uma blusa de frio por 20 reais. Não usei, mas qualquer coisa é melhor que o frio daqui.

E passamos numa loja de venda de revista em quadrinho e tinha promoção de 2 revistas gratis. Tava na hora de fechar e pegamos um montão. E a coisa aqui é divertida, mas em geral muito cara para nós brasileiros.

Tenho que fazer o dever de casa e hoje, se tudo der certo, vou ver um canguru. Viva!

Fomos ao cassino. Não é lugar pra gente pobre. A menor aposta é de 5 dolares em uma mesa de jogo, 10 ou 20 dolares na roleta e por ai vai. Tem os caça niqueis, salas e salas cheias deles e de gente jogando neles. E dois shows de musica. Gratis. E o vinho é o mesmo preço de todo lugar, a cerveja também. E tem umas poltronas estofadas pra gente tomar vinho e ouvir musica. Então, se vc é pobre e quer ouvir uma musica razoavel, sentando num lugar muito confortável, vá ao cassino. E faça como os dois pobres de plantão, eu e o Frabri, que bebemos vinho, curtimos e som e não jogamos nada.

Fui que amanhã eu to voltando

a cidade vista da universidade








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.132 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: