25 de abril – Sobrevoando o Pacifico

27 04 2011

É meio dificil explicar a sensação que um Pais novo, totalmente diferente do que voce está acostumado, lhe causa.  E eu estava cansado e não tirei foto nenhuma.
Pra começar, a viagem de avião foi uma merda. O cara que me atendeu, apesar de meus pedidos, me colocou em uma poltrona na janela. Tinha um time de um esporte qualquer que ocupava metade dos assentos.
E quando eu tinha que ir ao banheiro no avião tinha que acordar o passageiro ao lado, além do incomodo de dormir num local apertado. Obviamente, não dormi quase nada e assisti uma monte de filme besta que já tinha assistido além do ultimo faroeste do irmãos Cohen, que é divertido.
Enfim, descemos na Nova Zelandia, deixei a mochila no avião, saimos todos, passamos pelo controle de raio X, passamos por um free shopping (30 minutos de espera), escovei os dentes em um banheiro decente, controle de passaporte e tiquet de viagem e voltamos ao mesmo avião. Ninguem mexeu em ossas mochilas e bagagens.
O avião ficou mais vazio e pude sentar em duas cadeiras separado. Mas foram só 3 horas de viagem e não tive muito tempo e cuidado para dormir. O avião serviu jantar (salmão) ao sairmos, café da manhã antes da Nova Zelandia, café da manha depois e cheguei na Australia as 6:30h da manha daqui, 6:30h da noite ai no Brasil. E como todo brasileiro bem previnido não trouxe meu certificado de vacinação de febre amarela e fiquei meia hora preenchendo uma declaração que estou oficialmente de quarentena até hoje mesmo.








%d blogueiros gostam disto: